31 de janeiro de 2017

Cocotte de fiambre e noz

É uma alegria para nós cozinhar, ainda mais quando guardamos tempo para criar receitas diferentes que resultam em delícias que habitualmente não comemos. É o caso desta cocotte, que tem o sabor do fiambre com o toque do forno a lenha envolvido com pequenos pedaços de noz e a cenoura e... bom, vou parar, que estou a salivar. 


É fácil de preparar e depois toca a colocar no forno em banho-maria. Vamos aos ingredientes, que depois é um instante.





Cocotte de fiambre e noz
Para 4

Ingredientes:

- 100 g de fiambre Primor Peito de Peru em Forno de Lenha   
- 2 cenouras pequenas raladas
- 2 fatias de queijo flamengo
- Nozes partidas em pedaços pequenos q.b.
- 8 colheres de sopa de natas
- Pimenta q.b.
- 4 ovos
- Pão q.b. para acompanhar


Preparação para 1 cocotte:

Começar por pré-aquecer o forno a 190º C.

1. Forrar o fundo de um ramequim com cenoura ralada.
2. Colocar meia fatia de queijo flamengo.
3. Adicionar as nozes a gosto, 2 colheres de sopa de natas e temperar com um pouco de pimenta.
4. Juntar 2 fatias de fiambre partidas em pequenos pedaços.
5. Tapar tudo com 1 fatia de fiambre inteira.
6. Finaliza-se com o ovo.








Colocar os ramequins dentro de um recipiente com água para para cozinhar em banho-maria no forno a 190º C. Estes estiveram 25 minutos (pode ser menos no vosso, o nosso forno leva o seu tempo). Retirar do forno e servir, acompanhado com pão ligeiramente torrado.

Estão a ver aquelas mãos do Gabriel a deliciarem-se? A verdade é que este novo produto da gama Balance da Primor, com baixo teor em gordura, fez a diferença pelo sabor. Façam like aqui e estejam atentos aos passatempos. Vamos dar-vos a conhecer mais algumas novidades desta marca portuguesa porque temos a honra (e o prazer) de sermos parceiros desta empresa que está a reinventar o dia à mesa e fora dela. 





Gostam de cocotte? Já se atreveram a experimentar?

Um beijinho,
Ana


Da Nossa Cozinha

6 de janeiro de 2017

Caldeirada de palmito # Resolução 2017: Mais comida vegetariana

2017 já cá está e uma das (poucas) resoluções que tomei - e para cumprir ao longo do ano - é ter uma melhor alimentação e mais consciente. E isso inclui preparar mais pratos vegetarianos lá em casa. Temos um casal de amigos vegetarianos com os quais temos descoberto novos alimentos (como o palmito), paladares surpreendentes e receitas excecionais, como a que se segue, e que a querida Solange me ensinou.

A Caldeirada de palmito é verdadeiramente um sucesso lá em casa, com umas gotas picantes finais de Tabasco no prato dos adultos. Ma-ra-vi-lho-sa! Requer mais tempo nos preparativos porque no momento de ir juntando tudo é rápida.

Experimentem e deliciem-se! 



Caldeirada de palmito

Ingredientes:

1 lata de Palmito (comprei no Aldi)
12 ovos de codorniz
2 cebolas cortadas às rodelas
Azeite q.b.
Meio pimento amarelo
Meio pimento vermelho (desta vez não usei)
Meio pimento verde
Tomate cherry q.b.
Azeitonas verdes descaroçadas q.b.
Batatas cozidas q.b.
200 ml leite de côco
Polpa de tomate*


*Ingredientes para a polpa de tomate:
2 cebolas médias
2 dentes de alho
3 tomates grandes
Azeite q.b.
Sal q.b.


Preparação:

Começamos por fazer a polpa de tomate: Refogar em azeite as cebolas e os dentes de alho picados e quando alourar juntar o tomate sem pele e cortado aos pedaços. Deixar cozinhar em lume médio baixo para apurar. Depois de cozinhar, deixar arrefecer um pouco e triturar. Reservar.


Foi-me expressamente recomendado pela Solange que deixasse ferver o palmito em água durante 10 minutos, deixasse arrefecer e depois corta-se. Foi o que fiz. Reservar.



Continuemos com os preparativos:

- Cortar finamente os pimentos em rodelas (eu tinha congelados cortados de outra forma);

- Cozer os ovos de codorniz e descascá-los;

- Lavar e cortar ao meio o tomate cherry;

- Cozer batatas (mas não deixar ultrapassar o ponto, para depois não se desfazerem) e cortá-las aos cubos;

Começar a fazer arroz branco, que será o acompanhamento desta caldeirada, agora que vamos passar à fase de juntar tudo numa frigideira grande.

Na frigideira pôr a cebola e o azeite a alourar; depois juntar os pimentos e deixar cozinhar um pouco.


Segue-se o palmito, que precisa de uns 3 minutos, até que se juntam a polpa de tomate e os restantes ingredientes: tomate cherry, as batatas cozidas, os ovos e as azeitonas. Deixar cozinhar um pouco para ganhar sabor.



Por fim, juntar um pacote de leite de côco (como adoro o molho juntei cerca de 300 ml). Deixar ferver e apagar. Servir de imediato e acompanhar com arroz branco. Atrevam-se e coloquem por cima da caldeirada umas gotas de Tabasco (uns salpicos, ligeiros, para irem aperfeiçoando a quantidade consoante o vosso gosto).




Bom Ano!
Ana

Da Nossa Cozinha